Riscos, Segurança e Benefícios da Ayahuasca

A medicina da Ayahuasca certamente não deve ser tratada como remédio comum para a saúde mental das sociedades ocidentais. A Ayahuasca é sagrada e poderá apontar para o participante a direção certa, auxiliando a compreender o que está errado ou pode lhe proporcionar uma condição de bem-estar elevado, mas depois da experiência é sua responsabilidade aplicar o conhecimento e trabalhar para garantir benefícios duradouros.

Quanto a sérios e crônicos problemas de saúde física, eles provavelmente não irão desaparecer com uma única consagração com Ayahuasca. Milagres podem acontecer, mas esses casos são raros. Ayahuasca pode colaborar com o corpo para liberar toxinas através do ato de purgar, abrindo caminho para a cura psicológica. No entanto, as condições crônicas geralmente não podem ser expurgadas, e algumas, como as cardiovasculares, por exemplo, podem colidir com a Ayahuasca de uma maneira ruim. É bem sabido que a Ayahuasca aumenta a pressão arterial e a frequência cardíaca. Combinar isso com um coração já em "overclock "pode ser perigoso, o que não é algo que alguém gostaria de experimentar, especialmente sob seus profundos efeitos.

Pessoas com sérios problemas de saúde mental, como esquizofrenia ou transtorno bipolar, também devem evitar a Ayahuasca em crise. Inclusive, uma revisão recentemente publicada de estudos de casos de episódios psicóticos que ocorreram com pessoas que tomaram Ayahuasca ou DMT alerta para os perigos para aqueles pessoalmente afligidos por, ou com, um histórico familiar de psicose. A psicose "latente" que ainda não foi detectada pode vir à tona sob o efeito da Ayahuasca, e, talvez o participante não esteja disposto ou preparado para lidar e resolver esta enfermidade agora.

Consagrando com a Ayahuasca

Em geral, os condutores de cerimônias freqüentemente evitam dar a Ayahuasca a qualquer pessoa que esteja tomando algum tipo de medicação alopática porque as interações medicamentosas ainda não bem documentadas pela ciência, e, é melhor não consagrar se houver a possibilidade de um conflito químico. Isso se refere especialmente a medicamentos para pressão sanguínea, ISRSs (medicamentos para depressão) e até aspirina, já que é um anticoagulante. Obviamente, as drogas recreativas também não devem ser consumidas nem antes e nem depois de tomar Ayahuasca, especialmente estimulantes.

A dieta

A maioria dos alimentos são seguros para ingerir antes de beber, mas há alguns que, por observação, recomenda-se evitar. O composto tiramina, que é encontrado em alguns alimentos muito típicos, pode ter uma interação negativa com a Ayahuasca. Se consumidos com tiramina, os inibidores da monoaminoxidase (IMAOs), que são o principal ingrediente ativo da cipó Banisteriopsis caapi da Ayahuasca , podem causar reações adversas, como palpitações, náusea e dores de cabeça . A tiramina pode ser encontrada em alimentos fermentados, curados, envelhecidos ou muito maduros, assim como produtos de soja, produtos em conserva, certos feijões, pão de fermento, chope e vinho.

Normalmente, os requisitos de dieta listados pelos institutos incluem evitar sal, carne vermelha, açúcar, álcool, drogas e sexo. Estes podem ser saudáveis ​​para manter distância por alguns dias antes e depois da cerimônia. No entanto, além do álcool, drogas e alimentos ricos em tiramina, orientações dietéticas adicionais servem mais para o seu estado de espírito, frescor físico e atividades espirituais, do que para evitar danos físicos.

A intenção

É importante definir sua intenção antes de consagrar a Ayahuasca. Ter uma compreensão clara do seu estado mental, situação geral da vida e por que você quer consagrar Ayahuasca pode ser incrivelmente benéfico. Entrar na experiência sem objetividade pode muitas vezes levar … bem, em nenhum lugar. Da mesma forma, entrar nela com intenções impuras, como recreação, pode levar a lugares surpreendentemente obscuros.
Sua intenção não precisa ser "grandiosa", só tem que vir do seu coração. Deve ser simples ou clara ou significativa. Ao consagrar Ayahuasca, você tem a oportunidade de profunda sabedoria. Trazer uma intenção pura e honesta é uma ótima maneira de se apresentar à Ayahuasca, e sinceramente compreender por
insight pode certamente melhorar suas chances de realmente florescer.
Finalmente, não se pode enfatizar o suficiente que a Ayahuasca deva ser consagrada em circunstâncias confortáveis, respeitosas ​​e indutoras de confiança para evitar riscos psicológicos. Antes de ir para um local verifique sua reputação e converse com as pessoas de antemão e certifique-se de que suas práticas ressoem com você.

Riscos e benefícios da Ayahuasca

Os benefícios potenciais de consagrar a Ayahuasca parecem superar em muito os riscos, pelo menos nas mentes de dezenas de milhares de participantes. Além dos abundantes relatos, a Ayahuasca também possui força na comunidade científica enquanto terapêutica potencial. À medida que estudos sobre seu efeito no tratamento das condições mentais, como dependência, ansiedade e depressão, continuam avançando, a recomendação da Ayahuasca para a cura psicológica está se tornando mais reconhecida e empiricamente estabelecida.

Depressão e ansiedade

Afetando cerca de 350 milhões de pessoas em todo o mundo, a depressão é um dos transtornos mentais globais mais comuns - e a Ayahuasca se mostra muito eficaz contra ela. Em um estudo recente realizado no Brasil, os pesquisadores observaram “ efeitos antidepressivos imediatos nas primeiras horas após a administração da Ayahuasca ” a pacientes resistentes ao tratamento, e esses efeitos de uma única sessão duraram várias semanas. Os resultados condizem com a análise de um trabalho acadêmico anterior, que argumenta que a harmina, principal composto da Ayahuasca da videira, poderia ter esse tipo de efeito depressor sobre o sistema nervoso central de animais e pessoas.
Como um associado comum à depressão, a ansiedade afeta cerca de 260 milhões de pessoas em todo o mundo. Mais uma vez, a Ayahuasca mostra um grande potencial científico no tratamento dessa condição. Um estudo uma hora após a ingestão do chá obteve como resultado a diminuição dos escores de ansiedade e desesperança semelhantes ao pânico.

Vício

O abuso é uma epidemia global e o comportamento de dependência severa ocasiona grandes danos a indivíduos, famílias e comunidades. A Ayahuasca é capaz de auxiliar as pessoas a superarem estes comportamentos aditivos. Uma revisão da pesquisa sobre a Ayahuasca como um medicamento em potencial para a cura da dependência destaca resultados promissores, mas observa que são necessários estudos mais conclusivos. Embora não seja um estudo oficial, revisado por especialistas, este artigo narra o sucesso alcançado com abusadores que passaram por vários meses de tratamentos com Ayahuasca em combinação com terapia psicológica e vida comunitária em um centro de retiro no Peru. O trabalho feito pelo centro alega ter mudado a vida de 62% dos pacientes para melhor. Similarmente, um estudo observacional encontraram uma diminuição nos níveis auto-relatados de dependência em uma comunidade de consagradores de Ayahuasca no Canadá. O estudo incluiu cerimônias de Ayahuasca combinadas com sessões de aconselhamento em grupo.

A profunda experiência de consagrar Ayahuasca geralmente deixa as pessoas em paz. O professor de neurociência Dr. Draulio de Araujo tem pesquisado os potenciais benefícios do uso da Ayahuasca para o tratamento da depressão. Seu estudo envolveu 80 pessoas, cujo grupo incluiu muitas pessoas clinicamente deprimidas. Ele afirmou como resultado: Se uma palavra aparece, é "tranquilidade". Muitos de nossos indivíduos, sejam eles deprimidos ou não, têm uma sensação de paz após a experiência.

Saúde geral e além

Há também muitas pessoas que consagram Ayahuasca que não sofrem de problemas de saúde mental. A bebida pode ajudar os caminhos espirituais e o crescimento pessoal de pessoas saudáveis. Ele pode fornecer insights e perspectivas profundas sobre perguntas difíceis de responder, como escolhas de vida e bloqueios de criatividade .

A Ayahuasca provavelmente alcança alguns desses efeitos através da dissolução de padrões problemáticos de comportamento emocional aos quais podemos sucumbir, o que pode levar a pessoa a pensamentos e ações autodestrutivos. Como um estudo recente descreve, a Ayahuasca aumenta nossa capacidade de pensar de forma divergente e diminui o pensamento convergente, o que significa que nos faz sair da nossa "caixa mental" e considerar perspectivas diferentes, que não estão disponíveis quando estão presas a hábitos e reações condicionadas.

Juntamente com as descobertas de que a Ayahuasca estimula o crescimento de novas células cerebrais e reduz o processamento de julgamentos de nossas experiências e reatividade interna, o mecanismo de ação começa a fazer sentido: a Ayahuasca cria novas associações em nosso cérebro e até mesmo nova matéria cerebral muda a maneira como percebemos e reagimos; e algumas dessas mudanças parecem permanecer conosco após a experiência. A Ayahuasca estimula a criatividade de indivíduos saudáveis ​​de muitas maneiras diferentes.

A experiência da Ayahuasca pode ser muito profunda. As pessoas frequentemente experimentam catarse emocional e percebem visões interiores ou lições que são pessoalmente significativas e profundamente esclarecedoras. Este é apenas o primeiro passo. Depois das experiências, as profundezas da jornada interior requerem um nível de reflexão pessoal, respeito e ' integração ' para ajudar a colher verdadeiramente os frutos da Ayahuasca.

313total visits,1visits today