Consagração com Ayahuasca

Só se deve consagrar Ayahuasca dentro de um contexto sagrado e com muito respeito, com consciência, resiliência e coragem para consagrar e receber os seus benefícios, pois demanda empenho, jamais por especulação, lazer ou mania.

Há relatos de cura, integração, socialização, esclarecimento, equilíbrio, regeneração, compreensão, entretanto somente por dedicação com humildade e capacidade própria através do aperfeiçoamento interior se atinge efeitos imediatos e expressivos de ajustes do agir, pensar e falar. Lembremo-nos que ao participar das cerimônias e consagrar Ayahuasca o objetivo do individuo é iniciar um processo infinito de autoconhecimento visando equilibrar-se com auto observação e melhoramento para atingir seu apogeu.

Não há “milagres". Há desbloqueio das pessoas a ponto de que elas consigam enxergar a saída para situações consideradas irreversíveis. A Ayahuasca permite "desnublar" a capacidade de compreensão da gente e, com isso, passamos a nos direcionar melhor, já que passamos também a admitir nossas deficiências e capacidade tanto quanto vemos nas demais pessoas. Daí surge prática da compreensão, responsabilidade, estímulo para seguir adiante quando percebemos os efeitos das mudanças ao pôr em prática o que compreendemos.
As cerimônias do Instituto são neutras e afinadas aos propósitos de consagração com Ayahuasca, de modo a contemplar toda a universalidade de demandas e possibilidades dos que nos buscarem.

Neste sentido, somos completamente NEUTROS e SILENCIOSOS quanto às convicções religiosas ou entendimentos filosóficos, nos restringindo ao silêncio e quietude, e, não nos limitando nem fazendo referência a nenhuma corrente de entendimento doutrinário, religioso ou filosófico, pois, respeitamos o caminho de cada um, e, inclusive, os que optam por vários e caminhos ao mesmo tempo, e, aos que se recusam a seguir os caminhos ortodoxos e criam suas próprias convicções.

Cada participante atinge com a Ayahuasca suas convicções e não através de nós. Todos são bem vindos independente de suas convicções, somos NEUTROS, RECEPTIVOS e COMPREENSIVOS como a Ayahuasca. No ambiente da consagração do Instituto não há nenhum símbolo, nenhuma imagem, nenhuma referência religiosa nem ritualística nem filosófica, não há nem sequer nenhum tipo de altar erguido. Toda a decoração do ambiente se limita a apenas algumas flores, de modo que se sinta confortável no local independente de suas buscas e convicções, com a neutralidade e silêncio que permite que todos sejam respeitados em sua individualidade e respeitando a individualidade dos demais, pois, a cerimônia de Ayahuasca que conduzimos não possui proselitismo, sendo a prática essencialmente individual, limitada ao silêncio que permite a interiorização para o autoconhecimento e reflexão para obter compreensão, focando cada um em ter uma boa memória e fixar o que vivencia durante a consagração para ser capaz de cumprir as compreensões que teve em consciência expandida, priorizando a necessidade de concentrar-se verdadeiramente mantendo o silêncio para que não se desconcentre ou se deixe influenciar por elementos externos.

Mantemos a discrição, e, recomendamos pensar bem antes de optar por consagrar Ayahuasca no teu ser, pois o teu intuito real interno ao fazer esse convite é definitivo e é desse intuito o âmbito da sua experienciação.
A Ayahuasca permite perceber o que passou a vida inteira escondendo dos outros e até de si mesmo, sendo de extrema importância cautela e preparo tanto antes de consagrar quanto antes de se pronunciar sobre ela e sobre qualquer assunto com quem com ela consagrou.

396total visits,1visits today